Home / DESTAQUE /  A Poesia está de luto. Morte o Poeta Louro Branco.

 A Poesia está de luto. Morte o Poeta Louro Branco.


Francisco Maia de Queiroz, o popular Louro Branco, poeta, repentista e compositor, nasceu dia 02 de setembro de 1943 na Vila Feiticeiro no município de Jaguaribe/CE.

Louro Branco era aquele poeta que ao se apresentar encanta o público com seu bom humor. O seu início na bela arte de improvisar versos se deu com a idade de 12 anos. Desde então, já cantou com todos os maiores repentistas do nordeste, e participou em mais de 400 festivais, tem aproximadamente 700 composições.

Estudou só o ensino fundamental, entretanto as profissões exercidas de pescador, agricultor e vendedor ambulante deram experiência que, aliada a sua sabedoria na faculdade da vida, transformaram em um dos maiores ícones do maravilhoso mundo do repente.

A conversão de Louro Branco ao protestantismo rendeu situações constrangedoras que foram contornadas pela sua inteligência privilegiada, rapidez de raciocínio e poder de síntese.

Valdir Teles, recentemente, cantava com ele, e começou a criticar por sua adesão a religião. Ele suportou bem as críticas, então, em determinado momento soltou o verbo e o verso:

“Valdir vive criticando
Porque agora eu sou crente
E tá dizendo as mulheres
Que eu fiquei impotente
Quem diabos disse a Valdir
Que Bíblia capava gente?”

O mundo poético perde a ‘matéria’ de um dos mais brilhantes improvisadores da cantoria…

Sua poesia será eterna!

Descanse em paz, poeta LOURO BRANCOFonte: VARZEA ALEGRE – COISA NOSSA : A Poesia está de luto. Morte o Poeta Louro Branco.

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do blog

comments

Check Also

Sorvete de rapadura é fabricado na cidade de Triunfo

Aquele gostinho adocicado em um doce que pode até ser meio difícil de comer, tem ...