Home / HISTÓRIA E CENÁRIOS NORDESTINOS /  Batalhões Patrióticos e Campos Sales

 Batalhões Patrióticos e Campos Sales

Batalhões Patrióticos em Campos Sales, no Ceará em 1926
 
Na época em que a Coluna Prestes, importante facção do movimento tenentista, ameaçava entrar no Ceará, uma força de combate à mesma foi armada em Campos Sales. O movimento liderado por Luis Carlos Prestes visava a conscientizar os sertanejos dos males causados pela república oligarca vigente até então. Organizado às pressas, em Juazeiro do Norte, no ano de 1926, pelo médico baiano e deputado federal pelo Ceará, Floro Bartolomeu da Costa, o Batalhão Patriótico tinha por missão deter a Coluna Prestes. O Batalhão foi deslocado de Juazeiro para Campos Sales, onde fixou seu QG, nos limites do Ceará e Piauí, sob o comando do Coronel Pedro Silvino de Alencar, do Araripe. 
 
Campos Sales, pequenina aglomeração de homens pacatos, transformou-se de repente em importante praça de guerra, aguardando com nervosismo o confronto do Batalhão com os soldados da Coluna. Esperou em vão. A Coluna avançou e invadiu o Ceará por outro caminho, passando no distrito de Quixariú. 
 


Curiosidades: 
I – O deputado federal Dr. Floro Bartolomeu da Costa veio a Campos Sales para aqui acantonar seu chamado Batalhão Patriótico, chegando à cidade, ficou hospedado no casarão do Italiano Braz Cortez, hoje o prédio do saudoso João do Alho
II – O Batalhão Patriótico acantonou-se na praça da matriz.


 
Herlon Baleco de Sousa
Campos Sales – CEARA

Fonte: Cariri Cangaço: Batalhões Patrióticos e Campos Sales

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do blog

comments

Check Also

O homem que enfrentou Lampião com uma câmera 

O caixeiro viajante Benjamin Abrahão Calil Botto seguiu um rastro de horror no Sertão para ...