Home / NOTÍCIAS EM DESTAQUE / Lívia Mattos abre temporada de verão do projeto Ouvindo e Fazendo Música no MEPE

Lívia Mattos abre temporada de verão do projeto Ouvindo e Fazendo Música no MEPE

A temporada de verão do projeto Ouvindo e Fazendo Música no Museu do Estado de Pernambuco (MEPE) contará na sua abertura, neste sábado (13), às 17h, com a apresentação da acordeonista e cantora baiana Lívia Mattos.

Divulgação

Divulgação

A cantora apresenta um pocket show do disco “Vinda da Ida”, que foi lançado recentemente pelo selo Natura Musical

Contemplada pelo selo Natura Musical, a cantora acaba de lançar o álbum autoral Vinha da ida, permeado pelo universo de canções compostas a partir da sanfona. Conhecida também por tocar com Chico César, Lívia Mattos vem apresentando seu trabalho autoral mundo afora, em festivais como Akkorden Festival Wien, na Áustria, e Accordions Around The World, em Nova Iorque. Além disso, possui trabalho de pesquisa sobre música no circo, que se expressa em performances, intervenções e registros audiovisuais. No Ouvindo e Fazendo Música, Lívia se apresenta em formato reduzido com canções do seu novo disco, composto por dez canções autorais, sendo duas em parceria com o acordeonista franco-português Loïc Cordeone e uma com o guitarrista Jurandir Santana.

Trajetória – Lívia Mattos começou a sua carreira artística no circo, onde despertou o interesse pelo acordeom como recurso cênico. A partir de então incursionou no meio musical, em bandas e espetáculos, dando início, em 2008, ao seu trabalho solo. Estreou em palcos soteropolitanos, seguindo por shows em São Paulo, através de diversos projetos e espaços, como o Prata da Casa, no Sesc Pompéia; Catarse; Casa de Francisca; Virada Cultural de São Paulo; Projeto Viva Vila, dentre outros.

Dentro da sua busca sonora utiliza a sanfona como instrumento de criação e pesquisa, com a liberdade de transitar por influências cosmopolitas e regionais, apropriando-se do lirismo seresteiro, do baile caribenho, assim como de referências musicais que remetem ao universo circense e nordestino. Trabalha com a produção de trilhas para conteúdo audiovisual e para espetáculos e performances de diferentes linguagens, mantendo o seu desejo de tocar e criar para a cena. Atua em performances circenses/musicais tocando nas alturas de guindastes, tirolesas e trapézios, como também equilibrada no monociclo. Nos últimos meses participou na Virada Cultural de São Paulo e do Festival Paulista de Circo com a sua performance “Sanfona aérea”. Formada em Sociologia pela Universidade Federal da Bahia, dá continuidade a sua pesquisa sobre música no circo começada na academia, através do registro audiovisual de entrevistas com circenses veteranos. Confira um pouco do seu trabalho:

Agenda – No dia 20, o projeto Ouvindo e Fazendo Música recebe o grupo Harmorujasreúne instrumentistas com diferentes linguagens musicais com repertorio de choro, jazz, funk e bossa nova. No dia 27, o Duo Claudio Rabeca e Gilu Amaral reinterpreta o frevo.

Já o mês de fevereiro inicia com o show de Gaspar Andrade, no dia 3, artista da zona da mata alagoana, que toca seu realejo ao lado de Claudio Negão no baixo e Guga Amorim na percussão. Dia 24, Sid3 estreia repertório instrumental experimental, alinhado com suas origens da zona da mata norte, mas que passeia ludicamente por sonoridades que referenciam o ska, reggae, rock e a música erudita.

Serviço
Ouvindo e Fazendo Música no MEPE, com Quarteto Variante
Quando: 13/1 (sábado), às 17h
Onde: Museu do Estado de Pernambuco (Av. Rui Barbosa, 960 – Graças, Recife – PE)
Quanto: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia-entrada)

Fonte: Portal Cultura PE

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do blog

comments

Check Also

CARUARU | Lista de habilitados e inabilitados no edital do São João está disponível

A Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru divulgou, nesta segunda (19), a lista com ...