Home / DESTAQUE / MINC: Encontro valoriza diversidade e manifestações da cultura popular 

MINC: Encontro valoriza diversidade e manifestações da cultura popular 

photo5087148158500317173

Grupos folclóricos de samba de coco, de reisado, de samba de pareia e de samba de roda se cruzam pelas ruas, misturando sons e cores durante a semana do Encontro Cultural de Laranjeiras. Em pontos da cidade histórica sergipana, palcos abrigam diferentes manifestações artísticas, em um recorte da diversidade cultural do estado. Os museus e centros culturais ficam abertos à visitação e os artistas podem mostrar ao vivo suas habilidades.

Na noite do último sábado, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, participou do Encontro Cultural de Laranjeiras e destacou a atuação do Ministério da Cultura (MinC) na promoção das manifestações culturais populares. “Temos a preocupação de tornar o ministério nacional, de dar conta deste país de dimensão continental que é o Brasil. Nossa ação aqui é para valorizar a cultura local que é riquíssima”, afirmou. “Estamos empenhados em proteger e promover as manifestações culturais de Sergipe”, completou.

photo5087148158500317205

(Foto: Ronaldo Caldas/Ascom MinC)

Durante o evento, Sá Leitão ressaltou que, no biênio 2017/2018, o MinC destinou cerca de R$ 19 milhões para ações culturais em Sergipe. “Temos feito um investimento grande tanto no que diz respeito a formas tradicionais de expressão cultural, como também na restauração do patrimônio histórico e em projetos de festivais e mostras”, ressaltou o ministro.

Antes de seguir para Laranjeiras, Sá Leitão visitou o Museu da Gente Sergipana, em Aracaju. Instalado no prédio do antigo Ateneu Dom Pedro II, inaugurado em 1926, o museu mostra o patrimônio cultural do estado, incluindo a culinária, o estilo das feiras livres, o repente, o cordel, as personalidades artísticas e históricas, as festas tradicionais e as paisagens de Sergipe. “O museu mostra um produção cultural tão vasta e tão relevante para o nosso país”, disse o ministro.

Samba de roda

Selecionado na 5ª. Edição do Prêmio Culturas Populares, o grupo de samba de roda Vovó no Samba foi um dos que se apresentaram no Encontro Cultural de Laranjeiras. Criado em 2006 pela baiana Josefa Oliveira, o grupo reúne 17 mulheres entre 45 e 83 anos, com o intuito de preservar as tradições dos antepassados. “Queremos resgatar as tradições dos nossos antepassados. O samba de roda foi criado por escravos que conseguiam fugir”, disse a coordenadora do Vovó no Samba, Simone Oliveira.

Depois de estimular idosas a caírem no samba, o grupo quer conquistar também os netos das sambadeiras – como são chamadas as dançarinas – para manter a tradição viva. “Não vamos deixar o samba de roda morrer”, afirmou Simone. Também pretendem comprar instrumentos e renovar o figurino do Vovó no Samba.

Fonte: MINC: Encontro valoriza diversidade e manifestações da cultura popular | Ministério da Cultura – Regional Nordeste

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do blog

comments

Check Also

O MASSACRE DE ANGICO – A MORTE DE LAMPIÃO

💥O MAIOR ESPETÁCULO TEATRAL AO AR LIVRE DO SERTÃO NORDESTINO💥 Temporada 2018 – 🌵De 25 a 29 de julho de 2018 a temporada do MASSACRE DE ANGICO  – 80 ANOS ...